top of page

Centaurus Metals poderá produzir 20 mil t/ano no projeto Jaguar, no Pará


A Centaurus Metals espera apenas o Estudo Definitivo de Viabilidade, que deve ser entregue ainda no primeiro trimestre de 2024, para solicitar a Licença de Instalação (LI) do seu projeto Jaguar, localizado na região de Carajás, o qual prevê o aproveitamento de uma jazida de níquel sulfetado, com recursos de 109,2 milhões de toneladas a 0,87% Ni, equivalentes a 948,9 mil toneladas de metal.


Segundo a empresa, já foi recebida a aprovação técnica do Plano de Aproveitamento Econômico (PAE), por parte da ANM e o Estudo de Impacto Ambiental (EIA), assim como a Licença Prévia (LP) já foram também aprovados pelo Comitê Ambiental do Estado do Pará (Coema). A publicação da concessão da LP depende agora apenas de processos internos dos órgãos ambientais.


O Estudo de Viabilidade Definitivo do projeto está agendado para o primeiro trimestre de 2024, após uma solicitação formal da empresa de engenharia para que fosse concedida uma pequena extensão no prazo, a fim de concluir estimativas de custos operacionais e de capital, bem como o cronograma de implantação do projeto.


O PAE e a LP foram aprovados com base em uma taxa de produção planejada de 20 mil t/ano de níquel sulfetado. A companhia espera garantir a Licença de Instalação no segundo semestre de 2024, o que lhe dará condições de iniciar a implantação do empreendimento.




Fonte: Brasil Mineral.

0 comentário
bottom of page