Cabral acelera sondagem em alvos do projeto de ouro Cuiú Cuiú, no Pará

A Cabral Gold mobilizou mais duas plataformas de sondagem no projeto de ouro Cuiú Cuiú após identificar “pelo menos” três veios de alto teor no alvo Morro da Lua. O objetivo da empresa é promover uma campanha “agressiva” para avaliar a manta de ouro em óxido no ativo no Pará.


Com a adição, a Cabral soma cinco plataformas no projeto, onde pretende testar novos alvos regionais. Segundo a mineradora, Morro da Lua é apenas "um dos 43 alvos identificados até agora fora dos depósitos de ouro Central e MG".

A companhia afirmou que em Morro da Lua os três veios de tendência NE de alto teor continuam ao longo do strike e down-dip, incluindo uma nova estrutura mineralizada

"Um único furo de sondagem diamantada concluído neste alvo cruzou três veios de alto teor abaixo dos trabalhos históricos e retornou valores incluindo 2,8m @ 19,5 grama de ouro por tonelada (g/t Au), 0,6m @ 14,8 g/t Au e 0,5m @ 9,1 g/t Au", disse

A empresa relatou ainda que seis furos de sondagem de circulação reversa (RC) foram concluídos no alvo e destacou outros resultados como 2m @ 10,5 g/t Au em RC84; 3m @ 6,6 g/t Au em RC85; 1m @ 6,2 g/t Au em RC87; e 2m @ 3,6 g/t Au em RC88.

"A sondagem recente foi projetada para estabelecer a continuidade desses veios ao longo do strike e do mergulho. A adição de mais duas sondas de diamante no local nos permitirá sondar agressivamente as zonas de alto teor em MG, Central e Machichie, e ao mesmo tempo continuar a definir manta de ouro em óxido em MG e testar outros alvos regionais", acrescentou.


"Os resultados no alvo são altamente encorajadores e demonstraram agora que as interceptações de alto teor não são isoladas. Serão necessárias sondagens adicionais para entender completamente a extensão dos veios de alto teor de Morro da Lua", avaliou o presidente e diretor-executivo da Cabral, Alan Carter.


Fonte: Notícias de Mineração do Brasil



0 comentário