BMW anuncia acordo de fornecimento de lítio da Livent

A BMW diz que a empresa química norte-americana Livent fornecerá lítio de suas operações na Argentina por meio de um contrato plurianual no valor de 285 milhões de euros (US$ 334 milhões). As empresas não revelaram o volume de material a ser fornecido diretamente aos fabricantes de células de bateria da montadora.


"O lítio é uma das principais matérias-primas para a eletromobilidade. Ao adquirir lítio de um segundo fornecedor, estamos garantindo os requisitos para a produção de nossa atual quinta geração de células de bateria", disse Andreas Wendt, membro do conselho da BMW.

"Ao mesmo tempo, estamos nos tornando tecnologicamente, geograficamente e geopoliticamente menos dependentes de fornecedores individuais ", acrescentou.

A Livent produz lítio do Salar del Hombre Muerto em sua operação Fenix e disse que, durante seus resultados financeiros de 2020, em fevereiro, firmou um contrato de fornecimento de vários anos com a BMW para fornecer hidróxido de lítio e carbonato de lítio com volumes comerciais previstos para começar em 2022.

A empresa já tem um contrato plurianual de fornecimento de hidróxido de lítio com a Tesla, outra fabricante de veículos elétricos.

A BMW compra matérias-primas essenciais para baterias, como lítio e cobalto, diretamente dos produtores dos insumos por razões de transparência, embora a montadora não fabrique células para baterias.


As matérias-primas adquiridas vão para os fornecedores de células de bateria da montadora, como CATL e Samsung SDI. Em 2019, a BMW assinou um contrato para comprar lítio de depósitos de espodumênio de rocha dura na Austrália operados pela Ganfeng Lithium.

Em 2020, a Livent concordou em adquirir os ativos da Nemaska Lithium, o problemático projeto de desenvolvimento de lítio em Quebec e Ontário, no Canadá, onde investirá em New Nemaska por meio de uma joint venture com o Grupo Pallinghurst, que possuirá Quebec Lithium Partners (QLP).

A QLP terá uma participação acionária de 50% na New Nemaska. Os 50% restantes da New Nemaska serão de propriedade da Investissement Quebec.


As informações são do Mining Journal e Notícias de Mineração do Brasil.

0 comentário

SINDIMINA - Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Extração, Pesquisa e Benefício de Ferro, Metais Básicos e Preciosos de Serrinha e Região

Rua Macário Ferreira, nº 522 - Centro - Serrinha-BA     / Telefone: 75 3261 2415 /  sindimina@gmail.com

Funcionamento :  segunda a sexta-feira, das  8h às 18h.