BIZARRO: Novo mineral é encontrado dentro de diamante nas profundezas da Terra

Conheça o lado curioso e insólito da mineração e dos minerais: Resíduos de cobre de três mil anos provam que reino bíblico existiu, diz estudo; Mineração espacial começará a ser testada na ISS.


Diamante que escondia o mineral nunca visto antes

Um novo mineral com uma composição química misteriosa foi achado dentro de um diamante a centenas de quilômetros abaixo da Terra, em uma mina na África do Sul. O corpo cristalino foi chamado de "goldschmidtite", em homenagem ao fundador da geoquímica moderna, Victor Moritz Goldschmidt.


Ele foi identificado no manto terrestre, camada localizada entre a crosta e núcleo da Terra, que é rico em magnésio e ferro. No caso do goldschmidtite, no entanto, predominam nióbio, potássio e elementos raros, como lantânio e cério. A descoberta foi feita por pesquisadores da Universidade de Alberta, no Canadá, e da Universidade de Newcastle, na Inglaterra. Segundo Nicole Meyer, principal autora do estudo, para que o potássio e o nióbio façam parte de um mesmo mineral, o sólido tem que se formar a partir de "processos excepcionais".

Os cientistas estimam que o diamante contendo goldschmidtite se formou a 170 quilômetros abaixo da superfície, em uma temperatura de 1200º C. As informações são da Revista Galileu.


Resíduos de cobre de três mil anos provam que reino bíblico existiu


Escavações de antigas minas de cobre acrescentaram peso ao relato bíblico de um reino que existia antes de Israel - uma grande descoberta para uma região onde a arqueologia é tão importante histórica e politicamente. Análises das minas de cobre em Edom - uma área histórica nas modernas nações da Jordânia e Israel ao sul do mar Morto - são vistas como evidência de que o estado mencionado no primeiro livro da Bíblia cristã, Gênesis, existiu.


Edom aparece no livro como um estado que existia "antes dos reis governarem os filhos de Israel". A palavra hebraica Edom significa "vermelho", e o nome da área está associado a Esaú, o filho mais velho do patriarca Isaac, porque ele tinha um olhar avermelhado no nascimento. A paisagem montanhosa de Edom brilha com uma tonalidade avermelhada. A terra é rica em cobre e já foi o lar de muitos em busca de minas de cobre. As informações são do site Sputnik Brasil.


Mineração espacial começará a ser testada na ISS


Astronautas da Estação Espacial Internacional estão prestes a começar a testar os primeiros dispositivos de mineração espacial do mundo. Os protótipos de biorreatores já estão na Estação, e agora os astronautas estão se preparando para usá-los para estudar como organismos microscópicos podem ser usados para recuperar minerais e metais das rochas espaciais. Astrobiólogos da Universidade de Edimburgo, no Reino Unido, levaram 10 anos para desenvolver os reatores, chamados reatores biominerais, cada um do tamanho de uma caixa de fósforos.


Dezoito deles foram levados para a Estação Espacial. O estudo promete ajudar nos esforços para estabelecer assentamentos tripulados em mundos distantes, ajudando a desenvolver maneiras de obter minerais essenciais para a sobrevivência no espaço. Os testes revelarão como a baixa gravidade afeta a capacidade natural das bactérias de extrair materiais úteis - como ferro, cálcio e magnésio - das rochas. As informações são do site Inovação Tecnológica.

SINDIMINA - Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Extração, Pesquisa e Benefício de Ferro, Metais Básicos e Preciosos de Serrinha e Região

Rua Macário Ferreira, nº 522 - Centro - Serrinha-BA     / Telefone: 75 3261 2415 /  sindimina@gmail.com

Funcionamento :  segunda a sexta-feira, das  8h às 18h.