top of page

Bahia mantém liderança em geração de energia eólica no país

Com 50 novas usinas inauguradas no último ano, a Bahia investiu R$ 10 bilhões na energia eólica




A Bahia manteve a liderança na produção de energia eólica em 2023, marcando um ano de resultados positivos para o setor de energias renováveis. Com recorde de novos empreendimentos, foram inauguradas 50 novas usinas de energia eólica no último ano, com um investimento de mais de R$ 10 bilhões, maior número da série histórica iniciada em 2012.


Respondendo por 33% da geração nacional, o estado também apresentou a maior geração total desse tipo energia, segundo dados de geração acumulada em 2023, divulgados pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).


Segundo o Informe Executivo de Energia Eólica, produzido pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), 312 usinas estão em operação na Bahia, com capacidade 8,90 Gigawatts (GW) de potência outorgada, um investimento estimado total de R$ 42 bilhões e capacidade de ter gerado 89 mil empregos.


“A Bahia segue se consolidando como liderança nacional na geração de energia limpa. O recorde de novas usinas eólicas em 2023 reforça a nossa posição na vanguarda da sustentabilidade e destaca o nosso potencial para impulsionar a matriz energética brasileira”, destaca o secretário da SDE, Angelo Almeida.


Com 54 usinas eólicas em construção e 211 ainda não iniciadas, Almeida projeta ainda mais crescimento para o setor. “Estamos em plena ascensão. Esses números sinalizam um horizonte promissor para o estado, consolidando nossa posição de protagonismo na geração de energia limpa no Brasil. Esse cenário não apenas fortalece economicamente a Bahia, mas também cria oportunidades de emprego e impulsiona o desenvolvimento regional”, afirma.



Fonte: Revista Mineração & Sustentabilidade

0 comentário

Comments


bottom of page