Bahia é líder nacional na produção de 11 bens minerais


A Bahia lidera nacionalmente a produção de 11 bens minerais: barita, bentonita, cromo, diamante, magnesita, níquel, quartzo, salgema, talco, urânio e vanádio, segundo informou a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE) do governo, por meio do Informe de Mineração, divulgado nessa segunda-feira (1). 

De acordo com a pasta, o estado encerrou abril com um aporte de R$ 7,9 milhões na arrecadação da Compensação Financeira pela Exploração Mineral (Cfem) e R$ 482 milhões arrecadados com a Produção Mineral Baiana Comercializada (PMBC).

"Os três principais bens minerais responsáveis por este resultado foram o ouro, com 36% da exploração, nos municípios de Jacobina e Barrocas; o níquel, com 18% da exploração em Itagibá e; o cobre, com 12% da exploração em Juazeiro. O nosso estado é uma verdadeira potência em bens minerais e isto tem forte impacto positivo na economia", afirma o secretário de Desenvolvimento Econômico, João Leão.

Um dos destaques no segmento empresarial, reportado no Informe de Mineração, é a Yamana Gold. A empresa, que possui uma mina subterrânea na cidade de Jacobina e é responsável por cerca de 1,4 mil empregos diretos e mais 700 indiretos no estado, anunciou a fase dois do seu projeto de expansão, com investimentos na ordem de R$ 300 milhões e conclusão prevista para o início de 2023, com previsão de elevar a produção da operação para 230 mil onças anuais.

A mina de ouro de Jacobina é uma das mais antigas do estado, com operação desde 1880. Além do ouro, o município que dá nome à operação produz agregados para construção civil, como areia e argila, e rochas ornamentais. Em abril, a PMBC do município foi de aproximadamente R$ 134 milhões e a Cfem gerada foi de quase R$ 2 milhões. As informações são da SDE.


Fonte: Notícias de Mineração Brasil.

SINDIMINA - Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Extração, Pesquisa e Benefício de Ferro, Metais Básicos e Preciosos de Serrinha e Região

Rua Macário Ferreira, nº 522 - Centro - Serrinha-BA     / Telefone: 75 3261 2415 /  sindimina@gmail.com

Funcionamento :  segunda a sexta-feira, das  8h às 18h.