Anglo American planeja substituir barragem por filtragem a seco no Minas-Rio



A Anglo American está desenvolvendo um projeto para substituir a sua barragem a jusante do Complexo Minas-Rio em Conceição do Mato Dentro (MG) por um processo de filtragem a seco, segundo o diretor-executivo da companhia no Brasil, Wilfred Bruijn.

Ele afirma que o novo sistema deve ser implementado entre cinco e dez anos, já que a atual barragem tem vida útil bastante longa e funciona como reservatório de água de recirculação da planta.

"Estamos intensificando os estudos para uma solução de filtragem a seco. Ainda é cedo para falarmos em investimentos, mas não é um projeto barato, pois inclui grandes filtros, processa grandes volumes e temos que realizar estudos minuciosos de onde colocar a pilha. Se tudo correr bem, talvez tenhamos o modelo na primeira planta antes mesmo dos cinco anos", cogitou.

Enquanto o projeto não sai, a mineradora segue investindo na operação e na manutenção do sistema. Até agora, em 2021, a empresa já investiu US$ 180 milhões, montante que deverá chegar a US$ 220 até o fim do exercício.

No fim do mês de abril, a mineradora recebeu a Licença de Operação (LO) para a cota 700 do alteamento da barragem de rejeitos do Complexo Minas-Rio, em uma alteração já estava prevista no licenciamento ambiental do empreendimento desde a fase de projeto.



As informações são do Diário do Comércio.

0 comentário