Aço, produção brasileira cresce 6,2%

O Instituto Aço Brasil (IABr) divulgou que a produção nacional de aço bruto alcançou 8,7 milhões de toneladas no primeiro trimestre de 2021, um crescimento de 6,2% sobre o mesmo período do ano anterior.



A produção de laminados somou 6,3 milhões de toneladas, aumento de 8,3% em relação ao registrado no mesmo acumulado de 2020, enquanto a produção de semiacabados para vendas totalizou 1,9 milhão de toneladas no período, uma retração de 8,8% na mesma base de comparação.

As vendas internas somaram 5,9 milhões de toneladas de janeiro a março de 2021, um incremento de 29% quando comparado com o apurado em igual período do ano anterior, enquanto o consumo aparente nacional de produtos siderúrgicos foi de 6,8 milhões de toneladas no acumulado até março, uma alta de 32,8% frente ao registrado no mesmo período de 2020.

As importações alcançaram 1,1 milhão toneladas no trimestre, aumento de 104,1% frente ao mesmo período do ano anterior. Em valor, as importações atingiram US$ 944 milhões e avançaram 67,6% no mesmo período de comparação. As exportações atingiram 2,7 milhões de toneladas, ou US$ 1,7 bilhão, de janeiro a março de 2021, o que corresponde, respectivamente, a retração de 17,1% e aumento de 6,7% na comparação com o mesmo período de 2020.

Apenas em março de 2021, a produção brasileira de aço bruto somou 2,8 milhões de toneladas, 4,1% a mais frente ao apurado no mesmo mês de 2020. Já a produção de laminados foi de 2,1 milhões de toneladas, 10,1% superior à registrada em março de 2020 e a produção de semiacabados para vendas foi de 699 mil toneladas, uma queda de 6,7% em relação ao ocorrido no mesmo mês de 2020.

As vendas internas cresceram 41,9% em relação a março de 2020, com 2,1 milhões de toneladas. O consumo aparente de produtos siderúrgicos foi de 2,4 milhões de toneladas, 50,1% superior ao apurado no mesmo período de 2020.

As exportações de março foram de 1,4 milhão toneladas, ou US$ 911 milhões, o que resultou em aumento de 0,3% e 25,9%, respectivamente, na comparação com o ocorrido no mesmo mês de 2020. As importações de março de 2021 foram de 401 mil toneladas e US$ 363 milhões, uma alta de 183,0% em quantum e 109,7% em valor na comparação com o registrado em março de 2020.


Fonte: Brasil Mineral

0 comentário

SINDIMINA - Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Extração, Pesquisa e Benefício de Ferro, Metais Básicos e Preciosos de Serrinha e Região

Rua Macário Ferreira, nº 522 - Centro - Serrinha-BA     / Telefone: 75 3261 2415 /  sindimina@gmail.com

Funcionamento :  segunda a sexta-feira, das  8h às 18h.