Serabi volta a superar marca de 10.000 onças de ouro no trimestre


A produção da Serabi Gold no primeiro trimestre deste ano foi de 10.164 onças de ouro, geradas a partir do processamento de 43.451 toneladas de minério com teor médio de 7,69 gramas de ouro por toneladas. Na comparação com o primeiro trimestre de 2018, houve um aumento de 10,6% na produção.

"Este minério processado foi proveniente de minério extraído das rochas de Palito e São Chico, suplementado pelo processamento de 3.136 toneladas de rejeitos de flotação com aproximadamente 4,0 g/t de ouro. A tonelagem lavrada no trimestre totalizou 42.609 toneladas com um teor de 7,47 g/t de ouro", disse a mineradora em comunicado divulgado ontem.

Segundo a companhia, no fim de março havia um estoque de minério bruto de 6.600 toneladas com teor médio de 2,67 g/t de ouro e aproximadamente 30.000 toneladas de rejeitos de flotação com teor médio de 3 g/t de ouro. "Esses estoques estão sendo consumidos, embora não tão rapidamente quanto previsto, e, por enquanto, a operação continua restrita à planta", afirmou a Serabi.

A empresa confirmou a faixa de meta de produção de ouro de 2019 entre 40.000 e 44.000 onças e com a produção para o primeiro trimestre de 10.164 onças de ouro, este foi outro trimestre excelente e continua a dinâmica do quarto trimestre de 2018, quando também produzimos mais de 10 mil onças no trimestre. Esta é a primeira vez que as operações atingem dois trimestres sucessivos, com produção de ouro acima de 10.000 onças e coloca a companhia em uma posição forte para atender às orientações de produção de 2019, disse o CEO Mike Hodgson. Segundo ele, a produção das minas continua estável, com desempenho próximo ao de 2018. "A planta continuou a ter um desempenho muito bom durante o trimestre, processando mais de 43.000 toneladas de minério de rocha dura com teores de alimentação de usina de 7,69 g/t, ou 8% acima da média de 2018", declarou em nota."Continuamos focados na melhoria da eficiência e no crescimento da produção [...] em particular em torno do depósito de São Chico. Embora fosse possível aumentar a produção simplesmente acrescentando capacidade de moagem, acreditamos no velho ditado ‘o custo da tonelada, o teor paga'. O primeiro passo para produzir mais com a infraestrutura existente é instalar um classificador de minério, melhorando o teor e portanto as onças", o equipamento está a caminho do Brasil e será comissionado no segundo semestre. A Serabi disse ainda que perfurou 1.868 metros de desenvolvimento horizontal durante o trimestre, dos quais aproximadamente 926 metros foram de área com minério.


SINDIMINA - Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Extração, Pesquisa e Benefício de Ferro, Metais Básicos e Preciosos de Serrinha e Região

Rua Macário Ferreira, nº 522 - Centro - Serrinha-BA     / Telefone: 75 3261 2415 /  sindimina@gmail.com

Funcionamento :  segunda a sexta-feira, das  8h às 18h.