Mais uma vez, terrorismo na FBDM?


Mais uma vez acontece terrorismo por parte da supervisão da Mina, essa figura é mais conhecida como CO. A sua especialidade é arrogância, falta de respeito, ironia e falta de ética profissional. O eco das suas ações grotescas ecoam no radio da mina de Fazenda Brasileiro. É em tom de deboche que a CO trata os trabalhadores que são submetidos a um turno cruel.

Ela só pensa em produção! Quem cai nas suas garras está em maus lençóis. Tudo isso porque ela não quer saber como será feito o serviço, se vai prejudicar o trabalhador ou a empresa, o que importa é que seja executado. Essa criatura não faz distinção. Maltrata tanto os trabalhadores de base, os mais fracos, até os supervisores. Todos são tratados aos berros, seja via rádio ou pessoalmente, e na presença de quem quer que seja.

Os trabalhadores resolveram procurar o Sindimina para que fossem tomadas as devidas providências. Já informamos essa situação a gerência da Empresa FBDM e esperamos que não aconteça mais. Nós exigimos respeito a todos os trabalhadores e trabalhadoras da FBDM e das empresas contratadas. O Sindimina não aceitará os demando da CO ou de qualquer um que ouse abusar da sua autoridade para atormentar a vida dos trabalhadores .

Essa situação da CO pode ser levada ao órgão competente para que o assédio moral seja punido. Testemunhas é o que não irá faltar! Acompanhem cena dos próximos capítulos.


SINDIMINA - Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Extração, Pesquisa e Benefício de Ferro, Metais Básicos e Preciosos de Serrinha e Região

Rua Macário Ferreira, nº 522 - Centro - Serrinha-BA     / Telefone: 75 3261 2415 /  sindimina@gmail.com

Funcionamento :  segunda a sexta-feira, das  8h às 18h.