EMPRESA MASTERDRILLING FAZ ACORDO PARA PAGAR ADICIONAIS


A Empresa Masterdrilling está trabalhando de forma irregular na Mina de Fazenda Brasileiro, em Barrocas, pois vem submetendo os seus funcionários a uma jornada de 8h no subsolo e, além de tudo, não tem remunerado pelas horas (2h) excedentes. Pela legislação trabalhista, a jornada máxima para quem trabalha no subsolo é de 6h por dia. Portanto, a jornada de trabalho de 8h não é permitida pela lei, salvo definido em Acordo Coletivo de Trabalho. O Sindimina já tentou por várias vezes fazer este Acordo, para que fique regularizado, mas a empresa vinha tentando enrolar o Sindicato e os trabalhadores.

Na última sexta, dia 23/09, paralisamos as atividade e aí a Masterdrilling se manifestou, fazendo o compromisso de pagar, no mínimo, os adicionais que são praticados pelas empresas que trabalham em turnos de revezamento aqui em Fazenda Brasileiro. A empresa se comprometeu que no início de outubro pagará os adicionais referentes aos meses de agosto e setembro.

Estamos dando esse voto de confiança a Masterdrilling e esperamos que o acordo seja cumprido. Contudo, se houver a necessidade, o Sindimina está disposto a tomar uma medida drástica para que sejam respeitados os direitos desses trabalhadores. Diante desse tipo de situação, ficamos sem entender porque a FBDM permite que essas Empresas trabalhem desta forma na sua unidade.


SINDIMINA - Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Extração, Pesquisa e Benefício de Ferro, Metais Básicos e Preciosos de Serrinha e Região

Rua Macário Ferreira, nº 522 - Centro - Serrinha-BA     / Telefone: 75 3261 2415 /  sindimina@gmail.com

Funcionamento :  segunda a sexta-feira, das  8h às 18h.